Notícias

Entrevista Ricardo Silva

Ricardo Silva, 37 anos, treinador do Clube Caçadores de Ansião pela segunda época consecutiva. O Departamento de Comunicação do CCA, entrevistou o treinador para conhecer os objectivos da equipa sénior para a época 2019/2020.

CCA: Quais os objectivos da equipa sénior para esta época?

Ricardo Silva: Em primeiro lugar, o grande objetivo para a época é garantir a manutenção de uma forma tranquila, para podermos reestabelecer novos objetivos. Se o conseguirmos tentaremos alavancar a equipa para os lugares cimeiros da tabela. Sem esquecer a taça onde o nosso clube tem história. Tentaremos chegar longe nessa competição.

CCA: O que podem esperar os adeptos do CCA desta época?

Ricardo Silva: Os adeptos podem esperar trabalho e dedicação ao clube. Independentemente de quem nos acompanhe estaremos sempre lá para recebermos quem connosco quiser caminhar. Os resultados provêem dessa nossa dedicação e do apoio que os adeptos nos darão.

CCA: A nivel de contratações, o mercado está fechado para o CCA ou é possivel ainda mais algum reforço?

Ricardo Silva: Nunca poderemos dizer q o mercado está fechado. Vejamos a situação do Edi por exemplo, o jogador estava connosco e de uma forma inesperada surgiu a oportunidade. Nós tivemos que optar por lhe dar a liberdade de escolha, na minha opinião isso só nos engrandece, e tivemos que encontrar soluções. Por isso não podemos dizer que amanhã não surja um outro caso qualquer ao qual teremos de manter o mesmo critério.

CCA: Quais serão, para ti, os grandes candidatos à subida?

Ricardo Silva: Não será fácil, esta época apontar um candidato claro mas sim um conjunto de equipas que o podem ser. Peniche, equipa que desce tem de ser candidato. Pousos, depois de tantas épocas a acabar nos primeiros lugares e depois de ver a sua equipa reforçada terá de ser encarada como tal. O nosso primeiro adversário o Portomosense, como o resultado da taça de Portugal assim o diz irá ser certamente uma equipa a lutar pela subida. num outro patamar poderemos colocar um conjunto de 4 / 5 equipas que iram de certo fazer sombra a estas 3.

CCA: Na tua opinião, as camadas jovens do CCA têm potencial para no futuro se trabalhar com a ”prata da casa” na equipa sénior?

Ricardo Silva: Da mesma forma que este ano sim, para ter uma equipa só com jogadores da formação não. O que quero dizer é que as camadas jovens num clube como o CCA tem de ser valorizadas, espelho disso é termos no nosso plantel mais de 10 elementos que provêem das camadas jovens. Mas não temos na nossa região um potencial para fazer uma equipa capaz, só com base na formação é importante que as pessoas sabem isso. Mas claro, é nossa obrigação fazer sentir aos meninos que trabalham que esse seu trabalho irá dar frutos e que estamos atentos.

 

Leave a Reply